Vida Saudável

Condromalácia ou Condropatia Patela

Condromalácia ou Condropatia Patelar é uma doença que acomete os Joelhos com muita frequência. O termo condromalácia significa “amolecimento da cartilagem”.Ela ocorre por um excesso de pressão entre a cartilagem da tróclea femoral e a cartilagem da patela.

Já o termo condropatia se refere à cartilagem doente. Essa patologia normalmente provoca dor na parte da frente do joelho e estalidos, principalmente quando a pessoa se agacha, corre, se levanta da cadeira ou sobe e desce escadas.

A condromalácia patelar é mais frequente em quais indivíduos?

É mais frequente nas mulheres, mas acomete também os homens. O fato de ser mais comum nas mulheres tem relação com o eixo da perna das mulheres, que normalmente é valgo (joelho em “x”, “para dentro”), dentre outros fatores.

Porquê a cartilagem da patela está sujeita a tanta pressão?

A pressão da patela sobre o femur pode chegar a 3 vezes o peso do corpo para subir e descer escadas, por exemplo, e 7 vezes o peso corporal com flexão maior que 90 graus. Em um salto, por exemplo, essa pressão pode ser ainda mais importante. Por isso, exercicios como corrida, agachamento, “leg press”, podem precipitar uma crise dessa doença.

Qual a função da cartilagem da patela?

A cartilagem da patela tem, em média, 5 mm de espessura (a mais espessa do corpo) e serve para amortecer as enormes pressões que são aplicadas à mesma no dia a dia.

Como que surge a condromalacia patelar?

A condromalácia é uma doença de evolução muitas vezes lenta. Muitas vezes o joelho incha sem a pessoa sentir dores. Ela ocorre devido a uma hiperpressão (pressão maior que o habitual) entre a patela e o fêmur durante o movimento de flexo extensão (dobrar e esticar) do joelho. Pode ser também provocada por lesões traumáticas agudas ou repetitivas no joelho como, por exemplo, ao realizar chutes repetidos com o joelho ou até mesmo subir e descer escadas, ou ainda cair sobre os joelhos.

Quais os principais sintomas da Condropatia patelar?

O principal sintoma é a dor na face anterior do joelho que piora com os movimentos de flexo extensão ativa. A dor é uma queixa comum para subir e descer escadas, pisar na embreagem, abaixar, dor ao levantar depois de ficar muito tempo sentada (exemplo ao levantar do ónibus ou sair do cinema), por isso durante algum tempo essa doença ficou conhecida como síndrome do cinema.

Quais as recomendações mais frequentes no tratamento da condromalácia / condropatia?

O melhor tratamento deverá ser determinado pelo seu ortopedista.

Algumas recomendações :

– Diminuir ou parar com exercícios e esportes de alto impacto (como o futebol, vôlei, basquete, corrida, etc) ou atividades suspeitas de causarem a lesão. Natação é um excelente exercício para manter o condicionamento físico sem afetar o joelho.

– Reforçar os músculos fracos para reequilibrar biomecanicamente o joelho, fazendo exercícios leves e de baixo impacto. É especialmente importante reforçar o músculo vasto medial, glúteos e rotadores do quadril. para equilibrar as forças atuantes sobre a patela.

– Evitar a sobrecarga e o “overtraining”.

– O alongamento das estruturas posteriores da coxa é muito importante no tratamento da condromálacia patelar.

– Evitar subir e descer escadas.

– Garantir lugar suficiente para a perna no carro ou no seu lugar de trabalho, evitando manter o joelho flexionado mais de 90 graus por muito tempo.

– Manter boa postura e evitar cruzar as pernas por longos períodos.

– Quando estiver deitado, não deixar o peso do corpo pressionar ou mover a patela, usando um travesseiro para manter os joelhos levemente separados e as patelas no lugar.

– Usar sapatos confortáveis, principalmente durante os exercícios, o ideal é usar o tênis.

– Perder o sobrepeso ajuda muito no tratamento.

– É imprescindível fazer uma avaliação com um ortopedista especialista em joelho, seguido de um fisioterapia ou professor de educação física para receber o tratamento correto.

 

 Exemplos de exercícios que você, educador físico pode passar para o seu aluno em uma sessão de treino:

Propriocepção unilateral em cima da cama elástica, estabilizar por 30″ cada membro.


Avião, flexão do tronco unilateral, repetir 10x cada lado.


Cadeira adutora 15 repetições


Se o seu aluno estiver sem dor, contendo vasto medial, rotadores do quadril bem fortalecidos e os isquiotibiais alongados: Eu sugiro que você comece a introduzir exercícios isométricos de cadeia cinética fechada para quadríceps como por exemplo, cadeirinha, apoiar as costas na parede e descer 45° ou até onde o seu aluno não sinta dor(sugiro não passar dos 90°) ficando nesta posição por 30″ a 1′, mantendo a respiração constante.


Por Maria Silvia Scalzo 

CREF 097881-G/SP

Clinica Corpore 

(14) 98132-5705 


 

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply